Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo: Saber mais

O que é Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo?

A hérnia inguinal é uma condição comum que pode afetar recém-nascidos de termo. Ela ocorre quando uma parte do intestino ou do tecido adiposo protrui através de uma fraqueza na parede abdominal, na região da virilha. Essa protrusão pode ser visível como uma protuberância ou inchaço na virilha do bebê. A hérnia inguinal é mais comum em meninos do que em meninas e geralmente é diagnosticada logo após o nascimento.

Causas da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

A hérnia inguinal no recém-nascido de termo ocorre devido a uma fraqueza na parede abdominal. Essa fraqueza pode ser congênita, ou seja, presente desde o nascimento, ou pode ser adquirida ao longo do tempo. A fraqueza na parede abdominal permite que o intestino ou o tecido adiposo se projete através dela, resultando na hérnia inguinal. Além disso, fatores genéticos e hereditários também podem desempenhar um papel no desenvolvimento dessa condição.

Sintomas da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

Os sintomas da hérnia inguinal no recém-nascido de termo podem variar de acordo com a gravidade da condição. Em alguns casos, a hérnia pode ser assintomática e não causar desconforto ao bebê. No entanto, em outros casos, a hérnia pode causar dor, irritabilidade e choro excessivo no bebê. Além disso, a protuberância na virilha pode aumentar de tamanho quando o bebê chora ou faz esforço.

Diagnóstico da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

O diagnóstico da hérnia inguinal no recém-nascido de termo geralmente é feito por um médico durante um exame físico. O médico irá examinar a virilha do bebê em busca de qualquer protuberância ou inchaço. Além disso, o médico também pode realizar um exame de ultrassom para confirmar o diagnóstico e avaliar a extensão da hérnia.

Tratamento da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

O tratamento da hérnia inguinal no recém-nascido de termo geralmente envolve uma cirurgia chamada herniorrafia. Durante a cirurgia, o médico irá empurrar o intestino ou o tecido adiposo de volta para a cavidade abdominal e reparar a fraqueza na parede abdominal. Em alguns casos, pode ser necessário o uso de uma tela de reforço para fortalecer a parede abdominal. A cirurgia é geralmente segura e eficaz, e a maioria dos bebês se recupera completamente após o procedimento.

Complicações da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

Embora a hérnia inguinal no recém-nascido de termo seja geralmente uma condição benigna, pode haver complicações associadas a ela. Uma das complicações mais comuns é a estrangulamento da hérnia, que ocorre quando o intestino fica preso na parede abdominal, impedindo o fluxo sanguíneo adequado. Isso pode levar a dor intensa, inchaço e vômitos. O estrangulamento da hérnia é uma emergência médica e requer tratamento imediato.

Prevenção da Hérnia Inguinal no Recém-Nascido de Termo

Não há uma maneira conhecida de prevenir a hérnia inguinal no recém-nascido de termo, pois a condição geralmente é causada por uma fraqueza congênita na parede abdominal. No entanto, existem algumas medidas que os pais podem tomar para reduzir o risco de complicações. É importante evitar a pressão excessiva na área da virilha do bebê e evitar levantar o bebê pela virilha. Além disso, é essencial procurar atendimento médico imediato se houver qualquer sinal de estrangulamento da hérnia.

Conclusão

Em resumo, a hérnia inguinal no recém-nascido de termo é uma condição comum que ocorre devido a uma fraqueza na parede abdominal. Embora geralmente seja benigna, pode causar desconforto e complicações se não for tratada adequadamente. O diagnóstico é feito por um médico durante um exame físico e o tratamento envolve uma cirurgia para reparar a fraqueza na parede abdominal. É importante procurar atendimento médico imediato se houver qualquer sinal de estrangulamento da hérnia.