Hemograma na Gravidez: Saber mais

O que é um hemograma na gravidez?

Um hemograma é um exame de sangue que avalia as células sanguíneas, como glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas. Durante a gravidez, é comum que as mulheres realizem esse exame para monitorar sua saúde e a do bebê. O hemograma na gravidez é um procedimento importante, pois pode fornecer informações valiosas sobre a saúde da gestante e detectar possíveis complicações.

Por que o hemograma é realizado durante a gravidez?

O hemograma é realizado durante a gravidez para monitorar a saúde da mulher e do bebê. Ele pode ajudar a identificar possíveis problemas, como anemia, infecções e distúrbios de coagulação. Além disso, o hemograma também pode fornecer informações sobre a imunidade da gestante, ajudando a prevenir complicações durante a gravidez.

Quais são os parâmetros avaliados em um hemograma na gravidez?

No hemograma na gravidez, são avaliados diversos parâmetros, incluindo:

– Contagem de glóbulos vermelhos: que pode indicar anemia;

– Contagem de glóbulos brancos: que pode indicar infecções;

– Contagem de plaquetas: que pode indicar distúrbios de coagulação;

– Hematócrito: que pode indicar desidratação ou anemia;

– Hemoglobina: que pode indicar anemia;

– VCM (volume corpuscular médio): que pode indicar anemia;

– HCM (hemoglobina corpuscular média): que pode indicar anemia;

– CHCM (concentração de hemoglobina corpuscular média): que pode indicar anemia;

– RDW (amplitude de distribuição dos glóbulos vermelhos): que pode indicar anemia;

– Leucograma: que pode indicar infecções;

– Plaquetograma: que pode indicar distúrbios de coagulação;

– Velocidade de hemossedimentação (VHS): que pode indicar inflamações;

– PCR (proteína C reativa): que pode indicar inflamações;

Como é feito o hemograma na gravidez?

O hemograma na gravidez é realizado através de uma coleta de sangue, geralmente feita no braço da gestante. O sangue é então enviado para análise em um laboratório, onde os parâmetros são avaliados. O resultado do hemograma é geralmente disponibilizado em alguns dias.

Quais são os valores de referência para um hemograma na gravidez?

Os valores de referência para um hemograma na gravidez podem variar de acordo com o laboratório e o estágio da gestação. No entanto, em geral, os valores considerados normais são:

– Contagem de glóbulos vermelhos: entre 4,2 e 5,4 milhões por microlitro;

– Contagem de glóbulos brancos: entre 5.000 e 15.000 por microlitro;

– Contagem de plaquetas: entre 150.000 e 450.000 por microlitro;

– Hematócrito: entre 36% e 46%;

– Hemoglobina: entre 11 e 15 gramas por decilitro;

– VCM: entre 80 e 100 femtolitros;

– HCM: entre 27 e 32 picogramas;

– CHCM: entre 32% e 36%;

– RDW: entre 11,5% e 14,5%;

– Leucograma: varia de acordo com os diferentes tipos de leucócitos;

– Plaquetograma: varia de acordo com a contagem de plaquetas;

– VHS: até 20 mm/h;

– PCR: até 0,5 mg/dL.

Quais são as possíveis complicações detectadas pelo hemograma na gravidez?

O hemograma na gravidez pode detectar diversas complicações, como:

– Anemia: que pode ser causada por deficiência de ferro, vitamina B12 ou ácido fólico;

– Infecções: como infecções urinárias, infecções respiratórias ou infecções sexualmente transmissíveis;

– Distúrbios de coagulação: como trombocitopenia ou trombofilias;

– Inflamações: que podem indicar problemas como a pré-eclâmpsia;

Como interpretar os resultados de um hemograma na gravidez?

A interpretação dos resultados de um hemograma na gravidez deve ser feita por um médico especializado, como um obstetra ou hematologista. O profissional irá analisar os valores obtidos e verificar se estão dentro dos parâmetros considerados normais para a gestação. Caso haja alguma alteração, o médico poderá solicitar exames complementares e indicar o tratamento adequado.

Conclusão

O hemograma na gravidez é um exame importante para monitorar a saúde da gestante e do bebê. Ele pode detectar complicações como anemia, infecções, distúrbios de coagulação e inflamações. Os resultados devem ser interpretados por um médico especializado, que irá avaliar se estão dentro dos valores considerados normais para a gestação. Em caso de alterações, o profissional poderá indicar o tratamento adequado para garantir uma gestação saudável.