Febre na Infância: Saber mais

Introdução

A febre é um sintoma comum na infância e pode ser causada por uma variedade de condições, desde infecções virais até doenças mais graves. É importante que os pais e cuidadores estejam bem informados sobre a febre na infância, para que possam tomar as medidas adequadas para ajudar a criança a se recuperar e evitar complicações.

O que é febre?

A febre é definida como uma elevação da temperatura corporal acima do normal, que é geralmente considerada como uma temperatura axilar superior a 37,5°C. É uma resposta do organismo a uma infecção ou inflamação, e pode ser um sinal de que o sistema imunológico está lutando contra uma doença.

Causas comuns de febre na infância

A febre na infância pode ser causada por uma série de fatores, sendo as infecções virais as mais comuns. Resfriados, gripes, infecções de ouvido e garganta, e viroses gastrointestinais são algumas das causas mais frequentes de febre em crianças. Além disso, doenças como pneumonia, meningite e infecções do trato urinário também podem causar febre.

Sintomas associados à febre

Além da elevação da temperatura corporal, a febre na infância pode estar acompanhada de outros sintomas, como dor de cabeça, dor muscular, calafrios, falta de apetite, irritabilidade e sonolência. É importante observar a criança atentamente e procurar ajuda médica se os sintomas piorarem ou persistirem por mais de 48 horas.

Como medir a temperatura da criança

Existem várias maneiras de medir a temperatura da criança, sendo a mais comum a utilização de um termômetro digital. É importante seguir as instruções do fabricante para garantir uma medição precisa. A temperatura pode ser medida na axila, na boca, no ouvido ou no reto, dependendo da idade da criança e do tipo de termômetro utilizado.

Quando procurar ajuda médica

Embora a febre na infância seja geralmente benigna e desapareça em alguns dias, há situações em que é necessário procurar ajuda médica imediata. Isso inclui febre em recém-nascidos com menos de 3 meses de idade, febre alta persistente por mais de 48 horas, sinais de desidratação, dificuldade para respirar, convulsões febris e alterações no estado de consciência.

Tratamento da febre na infância

O tratamento da febre na infância visa aliviar os sintomas e ajudar a criança a se sentir mais confortável. Isso inclui manter a criança bem hidratada, vesti-la com roupas leves, oferecer alimentos leves e saudáveis, e administrar medicamentos antitérmicos, como paracetamol ou ibuprofeno, sob orientação médica.

Prevenção da febre na infância

Embora seja difícil evitar completamente a febre na infância, algumas medidas podem ser tomadas para reduzir o risco de infecções. Isso inclui manter a criança vacinada de acordo com o calendário de vacinação, incentivar a higiene das mãos, evitar o contato com pessoas doentes e manter um ambiente limpo e livre de germes.

Considerações finais

A febre na infância é um sintoma comum e geralmente benigno, mas é importante que os pais e cuidadores estejam bem informados sobre o assunto. Ao conhecer as causas, sintomas, medidas de prevenção e tratamento adequado, é possível ajudar a criança a se recuperar mais rapidamente e evitar complicações. Sempre que houver dúvidas ou preocupações, é recomendado buscar orientação médica.