Fases do Desenvolvimento Motor do Bebê: Saber mais

Fases do Desenvolvimento Motor do Bebê

O desenvolvimento motor é uma das etapas mais importantes na vida de um bebê. É através do desenvolvimento motor que a criança adquire habilidades físicas e coordenação necessárias para realizar atividades básicas, como engatinhar, andar, correr e manipular objetos. Neste glossário, iremos explorar as diferentes fases do desenvolvimento motor do bebê, desde o nascimento até os primeiros anos de vida.

Fase 1: Reflexos do recém-nascido

No momento do nascimento, o bebê já possui alguns reflexos primitivos que são essenciais para a sua sobrevivência. Alguns exemplos desses reflexos são o reflexo de sucção, que permite ao bebê mamar, e o reflexo de agarrar, que faz com que o bebê segure objetos que tocam a palma de suas mãos. Esses reflexos desaparecem gradualmente nos primeiros meses de vida, à medida que o bebê começa a desenvolver habilidades motoras mais complexas.

Fase 2: Controle da cabeça

Por volta dos 2 meses de idade, o bebê começa a adquirir controle sobre sua cabeça. Inicialmente, o bebê tem dificuldade em manter a cabeça erguida, mas com o tempo e a prática, ele se torna capaz de sustentar a cabeça por períodos mais longos. Esse desenvolvimento é importante, pois permite ao bebê explorar o ambiente ao seu redor e interagir com as pessoas.

Fase 3: Rolar

Entre os 4 e 6 meses de idade, o bebê começa a desenvolver a habilidade de rolar. Inicialmente, o bebê pode rolar acidentalmente de barriga para as costas, mas com o tempo ele aprende a rolar intencionalmente nos dois sentidos. Essa habilidade é um marco importante no desenvolvimento motor, pois permite ao bebê explorar diferentes posições e alcançar objetos que estão fora de seu alcance.

Fase 4: Sentar

Aos 6 meses de idade, muitos bebês já adquiriram a habilidade de sentar sem apoio. Inicialmente, o bebê pode precisar de algum suporte para se manter sentado, mas com o tempo ele se torna capaz de sentar-se sozinho por períodos mais longos. Sentar-se é uma habilidade importante, pois permite ao bebê participar de atividades como brincar com brinquedos e interagir com outras pessoas de uma maneira mais independente.

Fase 5: Engatinhar

Por volta dos 8 meses de idade, muitos bebês começam a engatinhar. O engatinhar é uma forma de locomoção que permite ao bebê explorar o ambiente de forma mais independente. Inicialmente, o bebê pode engatinhar de forma descoordenada, mas com a prática ele se torna mais habilidoso e rápido. Engatinhar também fortalece os músculos das pernas e dos braços, preparando o bebê para os próximos marcos do desenvolvimento motor.

Fase 6: Ficar de pé

Aos 9 meses de idade, muitos bebês já são capazes de ficar de pé com apoio. Eles podem se segurar em móveis ou nas mãos de um adulto para se manterem em pé. Ficar de pé é um marco importante no desenvolvimento motor, pois prepara o bebê para dar os primeiros passos. Durante essa fase, é comum o bebê praticar ficar de pé e balançar o corpo para ganhar equilíbrio.

Fase 7: Andar

Por volta de 12 meses de idade, muitos bebês dão os primeiros passos. Inicialmente, o bebê pode ser um pouco instável e precisar de apoio para se equilibrar, mas com o tempo ele se torna mais confiante e independente. Andar é um marco importante no desenvolvimento motor, pois permite ao bebê explorar o ambiente de forma mais ampla e interagir com outras pessoas de uma maneira mais ativa.

Fase 8: Correr

Entre 18 e 24 meses de idade, muitos bebês começam a correr. O correr é uma forma de locomoção mais rápida e coordenada, que permite ao bebê explorar o ambiente de forma mais eficiente. Inicialmente, o bebê pode correr de forma desajeitada, mas com o tempo ele desenvolve maior controle sobre seus movimentos e se torna mais ágil.

Fase 9: Manipulação de objetos

A partir dos 9 meses de idade, o bebê começa a desenvolver habilidades de manipulação de objetos. Inicialmente, o bebê pode pegar objetos com as mãos inteiras, mas com o tempo ele aprende a usar o polegar e o indicador para pegar objetos de forma mais precisa. Essa habilidade é importante para o desenvolvimento da coordenação motora fina, que permite ao bebê realizar atividades como empilhar blocos, encaixar peças e desenhar.

Fase 10: Habilidades motoras avançadas

A partir dos 2 anos de idade, o bebê começa a desenvolver habilidades motoras mais avançadas, como pular, subir escadas e chutar uma bola. Essas habilidades requerem maior coordenação e equilíbrio, e são importantes para o desenvolvimento físico e social da criança. Durante essa fase, é comum o bebê praticar essas habilidades repetidamente para aprimorar sua técnica.

Fase 11: Coordenação motora global

Aos 3 anos de idade, muitas crianças já possuem uma coordenação motora global bem desenvolvida. Elas são capazes de correr, pular, subir e descer escadas com facilidade. Além disso, elas também podem começar a praticar atividades esportivas, como chutar uma bola ou jogar em um playground. A coordenação motora global é importante para o desenvolvimento físico e cognitivo da criança.

Fase 12: Coordenação motora fina

A partir dos 4 anos de idade, a criança começa a desenvolver habilidades de coordenação motora fina mais refinadas. Ela pode começar a desenhar formas simples, recortar com tesoura e amarrar os cadarços dos sapatos. Essas habilidades são importantes para o desenvolvimento da escrita e da autonomia da criança. Durante essa fase, é importante oferecer à criança oportunidades de praticar essas habilidades através de atividades lúdicas e educativas.

Fase 13: Aperfeiçoamento das habilidades motoras

A partir dos 5 anos de idade, a criança continua a aperfeiçoar suas habilidades motoras, tanto as grossas quanto as finas. Ela pode começar a praticar esportes mais complexos, como natação, dança ou artes marciais. Além disso, ela também pode desenvolver maior destreza nas atividades do dia a dia, como se vestir, escovar os dentes e comer de forma independente. O aperfeiçoamento das habilidades motoras é importante para o desenvolvimento físico, emocional e social da criança.