Fases do Desenvolvimento da Coordenação Motora Grossa na Infância: Saber mais

Fases do Desenvolvimento da Coordenação Motora Grossa na Infância

A coordenação motora grossa é uma habilidade fundamental que permite às crianças realizar movimentos amplos e controlados com os músculos do corpo. Essa habilidade é desenvolvida ao longo do tempo, passando por diferentes fases que são essenciais para o crescimento e o desenvolvimento saudável da criança. Neste glossário, iremos explorar as principais fases do desenvolvimento da coordenação motora grossa na infância, destacando suas características e importância para o desenvolvimento global da criança.

Fase 1: Controle de Cabeça

Na primeira fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa, a criança adquire o controle da cabeça. Durante os primeiros meses de vida, o bebê começa a fortalecer os músculos do pescoço e a desenvolver a capacidade de sustentar a cabeça por conta própria. Esse marco é fundamental para o desenvolvimento posterior da coordenação motora grossa, pois permite que a criança comece a explorar o ambiente ao seu redor e a interagir com ele de maneira mais ativa.

Fase 2: Rolar

A segunda fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é caracterizada pela habilidade de rolar. Por volta dos 4 a 6 meses de idade, a criança começa a aprender a rolar de um lado para o outro, o que é um importante marco no desenvolvimento da coordenação motora. Essa habilidade permite que a criança comece a explorar diferentes posições e perspectivas, além de fortalecer os músculos do tronco e do pescoço.

Fase 3: Sentar

A terceira fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de sentar. Por volta dos 6 a 8 meses de idade, a criança começa a adquirir o controle necessário para se sentar sem apoio. Essa conquista é importante, pois permite que a criança tenha uma visão mais ampla do ambiente e comece a interagir com objetos e pessoas de maneira mais independente.

Fase 4: Engatinhar

A quarta fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o engatinhar. Por volta dos 8 a 10 meses de idade, a criança começa a desenvolver a habilidade de se locomover de forma independente, utilizando os braços e as pernas para se deslocar no chão. O engatinhar é um marco importante no desenvolvimento da coordenação motora, pois fortalece os músculos do tronco, dos braços e das pernas, além de estimular a coordenação entre os membros superiores e inferiores.

Fase 5: Ficar em Pé

A quinta fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de ficar em pé. Por volta dos 9 a 12 meses de idade, a criança começa a adquirir o equilíbrio necessário para se manter em pé sem apoio. Essa conquista é fundamental para o desenvolvimento posterior da coordenação motora, pois permite que a criança comece a explorar o ambiente em pé, além de fortalecer os músculos das pernas e dos pés.

Fase 6: Andar

A sexta fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de andar. Por volta dos 12 a 15 meses de idade, a criança começa a dar os primeiros passos de forma independente. Essa conquista é um marco importante no desenvolvimento da coordenação motora, pois permite que a criança explore o ambiente de maneira mais ampla e independente, além de fortalecer os músculos das pernas e dos pés.

Fase 7: Correr

A sétima fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de correr. Por volta dos 2 a 3 anos de idade, a criança começa a adquirir o equilíbrio e a coordenação necessários para correr de forma mais eficiente. Essa conquista é importante, pois permite que a criança se movimente com mais agilidade e explore o ambiente de maneira mais dinâmica.

Fase 8: Pular

A oitava fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de pular. Por volta dos 3 a 4 anos de idade, a criança começa a adquirir o equilíbrio e a força necessários para pular com os dois pés. Essa conquista é fundamental para o desenvolvimento da coordenação motora, pois estimula o fortalecimento dos músculos das pernas e dos pés, além de promover a coordenação entre os membros superiores e inferiores.

Fase 9: Chutar

A nona fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de chutar. Por volta dos 4 a 5 anos de idade, a criança começa a adquirir a coordenação necessária para chutar uma bola de forma mais precisa. Essa conquista é importante, pois estimula o desenvolvimento da coordenação entre os membros inferiores, além de fortalecer os músculos das pernas e dos pés.

Fase 10: Saltar

A décima fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de saltar. Por volta dos 5 a 6 anos de idade, a criança começa a adquirir o equilíbrio e a força necessários para saltar com os dois pés. Essa conquista é fundamental para o desenvolvimento da coordenação motora, pois estimula o fortalecimento dos músculos das pernas e dos pés, além de promover a coordenação entre os membros superiores e inferiores.

Fase 11: Equilíbrio

A décima primeira fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de equilíbrio. Por volta dos 6 a 7 anos de idade, a criança começa a adquirir o equilíbrio necessário para realizar atividades que exigem maior estabilidade, como andar de bicicleta ou patins. Essa conquista é importante, pois permite que a criança explore diferentes atividades físicas e esportivas, além de fortalecer os músculos do corpo.

Fase 12: Coordenação Bilateral

A décima segunda fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento da habilidade de coordenação bilateral. Por volta dos 7 a 8 anos de idade, a criança começa a adquirir a coordenação necessária para realizar movimentos que envolvem os dois lados do corpo de forma simultânea e coordenada, como pular corda ou jogar bola. Essa conquista é fundamental para o desenvolvimento da coordenação motora, pois estimula a coordenação entre os membros superiores e inferiores, além de promover a integração dos hemisférios cerebrais.

Fase 13: Habilidades Esportivas

A décima terceira e última fase do desenvolvimento da coordenação motora grossa é o desenvolvimento de habilidades esportivas específicas. Por volta dos 9 a 10 anos de idade, a criança começa a adquirir as habilidades necessárias para praticar esportes de forma mais especializada, como futebol, basquete ou natação. Essa conquista é importante, pois permite que a criança explore diferentes modalidades esportivas, além de fortalecer os músculos do corpo e promover a saúde e o bem-estar.